Neoclassicismo: retorno às raízes da antiguidade ocidental


       O Neoclassicismo foi uma corrente artística que se desenvolveu entre o século XVIII até meados do século XIX, também ficou conhecido como estilo neoclássico e foi o resultado da tentativa de um resgate de itens importantes das artes da antiguidade clássica greco-romana, características como o equilíbrio, a ordem e a clareza foram revalorizados.
      Os estilos Barroco e Rococó já estavam praticamente esgotados no que se referia às possibilidades expressivas e formais de ambos os estilos, tal esgotamento ocorreu a partir do século XVIII  e foi acompanhado pela crise da ordem social que os sustentava.  Assim como se verificou em outros momentos de crise, como na transição da Idade Média para a Idade Moderna que deu origem ao Renascimento, por exemplo. O retorno às raízes artísticas da civilização ocidental através da antiguidade greco-romana, se mostrou como uma solução para o encontro de uma estabilidade mais tênue e diversas possiblidades de progresso.
     O processo ideológico neoclassicista ganhou forças no pensamento histórico ilustrado que por meio da arqueologia com escavações de antigas cidades romanas como Herculano, Pompeia e a própria Roma e da história artística protagonizada pelo historiador alemão J.J. Winckelmann, permitiu a redescoberta da antiguidade.




  
   
                           


Referência bibliográfica: http://www.infopedia.pt/$neoclassicismo



Nenhum comentário:

Postar um comentário