Arte na antiga Mesopotâmia

           Entendemos por povos mesopotâmicos as civilizações que se desenvolveram na área de terras férteis localizada entre os rios Tigre e Eufrates, onde hoje está o Iraque e que era denominada de Mesopotâmia, que significa justamente "região entre rios". Podemos destacar entre esses povos os sumérios, os babilônicos e os assírios.
        

(mapa da localização da Mesopotâmia)


         Na arquitetura mesopotâmica podemos destacar como principais representações os palácios que em geral eram bem grandiosos e possuíam as paredes bem grossas e feitas de tijolos a base de argamassa, já que havia pouca pedra para ser usada nas construções. Um traço bem característico dessa arquitetura era o "Zigurate", torre com vários andares, em geral sete, onde existia uma capela usada com o intuito de observar o céu, visto que a religião mesopotâmica era bastante voltada para a astrologia. Nessas contruções haviam divisões bem completas divididas em aposentos para os sacerdotes e outros compartimentos.


            
                                             (ruínas de zigurate localizado no atual Iraque)

       A escultura desses povos geralmente seguiam padrões de outros povos comos os egípcios que influenciaram bastante as antigas culturas daquela região asiática. O corpo humano era retratado de forma rígida, sem expressão de movimento e sem detalhes anatômicos. As estátuas sempre mostravam uma posição estática diante a grandiosidade dos deuses cultuados por esses povos. As figuras esculpidas em alto-relevo nos palácios e templos mesopotâmicos tinham como grande característica o realismo.
         Em relação a pintura os artistas dessa civilização davam preferência a tonalidades mais claras e geralmente retratavam cenas de batalhas, caçadas e a vida dos reis e deuses. A confecção de cerâmica atingiu um notável desenvolvimento entre os persas, que utilizavam também tijolos esmaltados.

























Fonte bibliográfica:http://www.brasilescola.com/historiag/arte-mesopotamica.htm











           

Nenhum comentário:

Postar um comentário